top of page

Prefeitura de Maringá atualiza cartilha de práticas ESG



A Prefeitura de Maringá busca incorporar práticas sustentáveis à sua estratégia e modelo administrativo. A gestão, por meio do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá (Ipplam), acaba de atualizar a cartilha de práticas ESG - sigla em inglês para ambiental, social e governança - com ações das secretarias municipais. São 35 projetos, sendo dez relacionados à preservação do meio ambiente, 12 a aspectos sociais e 13 de governança.

A primeira edição da cartilha foi lançada em janeiro deste ano. Agora, o Ipplam atualizou o documento com novos projetos e já disponibilizou na internet. “A Prefeitura de Maringá tem diversos projetos e ações já em andamento. Agora, o Ipplam listou e mapeou esses projetos das secretarias e estamos relacionando com as nossas políticas públicas, para estarmos prontos para os desafios globais de hoje”, explica a diretora-presidente do Instituto, Bruna Barroca.


O mapeamento considera as 317 ações do Plano de Metas e Resultados da Administração da Prefeitura de Maringá, definidas no começo do ano para serem aplicadas ao longo de 2022.


As práticas ESG estão relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). A próxima atualização da cartilha ESG da Prefeitura de Maringá será feita no fim do ano. Clique aqui e confira o documento completo.


VALOR - A adoção de práticas ESG agrega valor e possibilita o recebimento de recursos relacionados à gestão e à sustentabilidade. No início do ano, Maringá ficou em primeiro lugar no ranking do Índice dos Desafios da Gestão Municipal (IDGM) 2021, que analisa os 100 maiores municípios brasileiros e mostra como as cidades evoluíram na gestão pública. O estudo analisa áreas como educação, saúde, saneamento, segurança, mobilidade, gestão fiscal, entre outros.



Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page